E se o seu filho fosse gay?

Imagem meramente ilustrativa, pois um gay não precisa
necessariamente ser montado ou afeminado.
Acho que qualquer pessoa que acompanhe meu blog não teria dúvida da minha resposta para essa pergunta de uma leitora: "Se seu filho saísse gay você ia aceitar Baronesa"?

Pra começar, tenho uma filha. Se ela for gay quando tiver suas experiências com outras pessoas, aposto que será muito feliz. Não vou poder ajudar muito, pois entendo mesmo é de pintos duros, coisa que faz mais meu tipo. Se ela preferir meninas, vou procurar ajudar com o pouco que sei para ensinar sobre sexo.

Se eu tivesse um menino, e fosse gay, eu certamente participaria melhor de sua vida. E auxiliaria a ser o gay mais realizado da terra. Sem neuroses.



2 comentários:

  1. Meu filho é gay! E sempre o primeiro impacto é de "tristeza e decepção." Passado o impacto, vem a realidade, e aprendi que ser gay não é uma opção, não é uma escolha, é ser gay.

    Ninguém escolhe ou opta em ser gay, mas nasce gay. E entender isso foi muito importante pra entender o meu filho.

    Já fui apresentado ao namorado dele, sem neuras, sem hipocrisias, nem ressentimentos, apenas muito amor, respeito e alegria no coração.

    Amo meu filho.

    ResponderExcluir
  2. Ninguem nasce gay nasce homem ou mulher a pessoa virar homoxessual e opçao essa e minha opniao

    ResponderExcluir

Cada comentário contribui para a vontade de postar mais, e melhor. Comente!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...