O negro que eu não tive

Ainda não tive um negro. A vida não me deu este prazer. Quem sabe um dia?



6 comentários:

  1. Eu e minha esposa sempre comentamos muito acerca do poder de sedução que os machos da raça negra exercem sobre as fêmeas brancas,em especial sobre as louras,como ela.
    Tanto que,ela mesma sempre me disse que tinha mêdo de negros.Não o mêdo de terror,mas o mêdo de perder completamente o controle sobre si mesma caso se relacionasse com um negão.
    Sempre comentamos muito ao longo do tempo,acerca do esforço que ela fazia para resistir as investidas,cantadas que recebia dos negões.
    Quando ela me contava algum acontecimento nesse sentido,minha esposa dizia que os machos pareciam sentir a perturbação dela ao ser abordada por um negro.Podia ser um frentista de posto de gasolina,um jogador de futebol,um artista...Bastava um olhar mais safado e ela ficava louca.
    Até que um dia não deu mais para resistir.
    Foi no apartamento de uma amiga que minha esposa conheceu seu atual comedor fixo.Um negro enorme,52 anos,safado e extremamente cafajeste.Mestre de obras da construção civil.Homem rude,daqueles que está com a barba sempre por fazer,as mãos enormes grossas como uma lixa e aquele cheiro forte de suor no corpo.Minha esposa me contou depois que foi um tezão fulminante.Bastou uma troca de olhares e o aperto de mão com dois beijinhos durante a apresentação.Ele sentiu a perturbação da minha mulher e decidido,deu a cantada.Foi uma química tão violenta,que do apartamento de sua amiga minha mulher levou o coroa direto para um motel,no carro dela.E lá,ela se apaixonou de vez...Além de um apetite sexual monstruoso,o coroa presenteou minha loura com uma picona preta e super grossa,que fez minha esposa gozar horrores.
    Hoje,minha mulher está plenamente satisfeita com o negão,o coroa sabe que tem minha esposa na mão e vai ficar comendo ela pelo tempo que quiser e eu cada vez mais sou testemunha desse poder de sedução e dominação que os negros exerce sobre as louras.

    ResponderExcluir
  2. Também nunca fiquei com um negro. Meu Chefe sempre tenta me instigar sobre o interesse que os homens negros sentem quando me olham andando na praia.
    Parabéns pelos seus posts, pois eles sempre despertam os desejos mais íntimos dos leitores.
    Beijos,
    Delicinha do Chefe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma divorciada experiente2 de janeiro de 2016 19:57

      Se continuas algo apertedinha e queres sentir-te arrombada, exprimenta a picona de um negro pausudo, o que nem todos são. Poderá ser deloroso á entrada,mas depois de totalmente preenchida são deliciosas as sensações, principalmente as profundas estucadas que recebemos leva-nos ao paraiso


      Excluir
  3. A minha esposa durante vários anos manteve a fantazia de exprimentar a piroca de um negro, todas as vezes que via num video, um negro meter numa branca ou numa negra ficava a escorrer goso por entre as pernas. Parecia-lhe impossivel aquilo caber dentro de uma mulher sem a magoar. Apesar de ter essa fantazia, afirmava que nunca me trairia. Fui eu que comecei a dialogar com ela, insitando-a a realizar a fantazia, dizendo-lhe que se fosse com o meu consentimento não seria traição. Ela não queria acreditar que lhe fazia uma tal proposta. Disse-me que não iria conseguir dar para outro homem. Argumentei que, tendo casado comigo em segundas nupcias, depois de divorciada do primeiro casamento, já tinha estado na cama pelo menos com mais um homem. Continuou durante mais alguns meses a recusar alegando que o outro homem tinha sido o seu marido. Não desisti de a convencer, afirmando ser o amor que sentia por ela o motivo de a ver satisfazer um tal desejo, enquanto mantivesse o apetite sexual e aquele charme que a fazia ainda tão desejada pelos homens com quem cruzavamos na rua, apesar dos seus 40 anos de idade. Depois de eu muito insistir, concordou, no caso de ser na minha presença, pois era a forma de sentir segurança e com alguém desconhecido, porque não teria coragem de posteriormente encontrar-se com essa pessoa. Não irei descrever a forma com esse desconhecido foi contctado, direi apenas que foi num motel e que a minha esposinha, embora inicialmente envergonhada e receosa, aos poucos foi-se desinibindo e quando a piroca do negro começou a penetra-la ainda pronunciou uns gritinhos, dizendo para ir devagar porque era muito grossa e que não metesse tudo, mas passados momentos gemia de prazer e puchava-o com ambas mãos para entrar o mais possivel. Esta foi, não só a experiencia da minha esposa, como também a minha, de ver o que ela gosou e quanto ficou satisfeita. Quando vi o negro em cima dela e enfiar aquele enorme pausão na sua apertada coninha, senti realmente ciumes e pensei de ela não aguentar e que iria pedir para desistir, mas depois de ouvir os seus gemidos e ver o seu olhar de prazer com que me fitava, deduzi, tal como depois ela me confirmou, que foi apenas prazer sexual que sentiu, nada emocional. O nosso relacinamente amoroso em nada ficou afectado, antes pelo contrário, atualmente é talvez até mais intenso

    ResponderExcluir
  4. Eu também tenho a fantazia de transar com um negro que tivesse um pénis avantajado, tanto em comprimento como em grossura, desejava exprimentar, mas nunca na presença do meu marido, seria bastante dificil olhar para êle com outro homem em cima de mim, penetrando o que sempre tem sido dêle durante os nossos 10 anos de casamento. Embora tenha apenas 32 anos de idade, mas não sei alguma vez irei ter coragem para uma traição e creio que com o seu consentimento tal não será possivel.

    ResponderExcluir
  5. Que inveja tenho daquela sortuda que vai sentir tão linda e apetecível pica entrar nela. Bem gostaria de estar no seu lugar,

    ResponderExcluir

Cada comentário contribui para a vontade de postar mais, e melhor. Comente!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...