Tem homem que sabe pegar



E que, quando pega, é uma delicia.

Suspirando

Não sei por quê, mas fiquei suspirando agora.




Sabe aquele rapaz?

- Sabe aquele rapaz que já comeu todas as meninas gostosas da faculdade, e postou várias fotos na internet? Saí com ele ontem.
- Ai, amiga, vai dizer que você deu pra ele também?
- Não exatamente... Você quer ver por bluetooth ou te mando no whatsapp?




A primeira vez de minha filha, estou preocupada

A amiga Mara (inventei o nome) de uma cidade do interior de SP, no mandou um e-mail contando sua angústia. Por razões minhas, não vou postar o texto do e-mail, que é cheio de traços pessoais, prefiro contar a história para ela não se comprometer;

Ela me conta que descobriu por uma servente da escola de ensino médio, que sua filha foi flagrada com um menino dentro de uma cancela do banheiro feminino da escola. As meninas, uma delas filha da servente, afirmou que sabe que ela estava TRANSANDO com ele ali dentro.

A amiga Mara disse que foi avisada por essa servente, que é sua amiga pessoal, e conseguiu evitar que virasse uma fofoca maior na cidade, que é pequena. Ela está preocupada com a idade da menina, que tem 16 anos, e o menino tem uns 17. Ela pegou a menina em casa, e a fez confessar o que aconteceu, e a menina contou que foi a terceira vez dela, as três vezes no mesmo lugar.
 
Mara está horrorizada por sua filha ter perdido a virgindade no banheiro de uma escola, e estar fazendo as coisas sem qualquer cuidado, e pede alguma orientação do que fazer. Afirma que nunca bateu na menina, e que não acha que vai resolver brigar ou bater agora, que a menina é maior que ela mesma.

Respondendo:
 Mara, você está simplesmente coberta de razão! Além de não adiantar de nada bater numa menina de 16 anos, isso aumentaria a distância entre vocês. Vocês está diante de uma situação muito especial, e por que não dizer, muito bonita e importante: A primeira vez de uma menina.

O fato de ser como foi, onde foi, é reflexo de toda uma série de equívocos que essa sociedade atual tem. E já tinha no meu tempo. Se considerar que minha primeira vez foi também numa escola, ou melhor, num matagal atrás de uma escola, e que foi com meia dúzia de garotos que se revezaram, e eu não sentia carinho, amor ou tesão por nenhum deles, posso afirmar que a sociedade é muito hipócrita em relação a isso. Pois todos os adultos que ficaram sabendo, se preocuparam mais com o escândalo do que comigo. Talvez por isso eu tenha desejado permanecer fazendo sempre do mesmo jeito!

Sua filha tem 16 anos, e a maioria das brasileiras perde a virgindade com essa idade. Você não menciona com que idade, nem como foi sua primeira vez. Mas se ela não falou com você sobre o assunto, foi por uma falha SUA, que não é amiga dela o bastante. Mas sabe o que eu acho? Ainda é tempo de ser, e conquistar a confiança dela. Você me autorizou publicar sua história, e aqui está. Espero que não se chateie pela minha sinceridade.

Sua filha não está tendo cuidados. E meninos de 16 ou 17 anos geralmente não usam camisinhas por conta do tamanho ainda não desenvolvido de seus pênis. Tome coragem você, que é adulta, de comprar camisinhas de tamanho "teen", que existem nas farmácias, e ensine sobre o uso da camisinha para sua filha. O ideal seria educá-la a não fazer mais sexo no ambiente da escola, e preferencialmente, ter uma relação mais harmoniosa com o rapaz, quem sabe até, de namoro. A não deixar que ele filme, fotografe, ou que façam de modo que outras pessoas vejam. Tente conhecer o rapaz, mas se mostre ABERTA a isso. Se você tratar o que eles fizeram como marginalidade, e ela por ventura tenha gostado (pelo visto gostou, já que foi a terceira vez!), estará ensinando ela a esconder o sexo de todos. Inclusive de você, sem estar pronta pra compreender o que está fazendo.

Você chegou a meu blog. Conseguiu me mandar este e-mail. Ou seja, não é uma tola que não entende nada de sexo, e é bem safadinha, já que curte nosso blog. Que tal dedicar uns minutos por dia a conversar com sua filha sobre sexualidade? Você e ela só tem a ganhar. 

Já levou ela ao ginecologista? Já fez um estudo hormonal para de repente iniciar com anticoncepcionais? Na idade dela já está mais que na hora de uma opinião profissional. E você, mais do que na hora de ser mãe de verdade de uma menina. E seja AMIGA dela. Você parece estar encarando ela mais como um problema do que como uma responsabilidade sua.

Você É MÃE. Então seja UMA MÃE RESPONSÁVEL, e não repressora. E se educá-la, se for companheira nos exemplos, ela vai compartilhar com você os desejos que tem, e poderá estar ao seu alcance. Isso ela já demonstrou conversando e contando tudo que aconteceu. Não puna ela por ser sincera. A parabenize por isso, e aproveite a chance que ela te deu (aproveite mesmo, pois é de ouro), de ser uma confidente e amiga dela. Isso vai facilitar para que você cumpra sua obrigação de ser uma boa mãe.

Beijos da Baronesa, querida.



Sim, eu sou do tipo

Sim, respondendo a alguns e-mails que recebi no baronesahungara@gmail.com, eu admito que sou sim do tipo que se oferece sem culpa nenhuma quando um homem me faz ficar molhada só de pensar nele.


Quem ama educa

E educa conforme a vida.




Minha entrega

Tem duas coisas que fazem minha calcinha cair fácil. Quando estou com muito desejo, ou quando sou muito desejada.



"Me masturbo nas calcinhas de minha mãe"

"
Aí Baroneza
eu amo muito mesmo minha mãe e tenho o maior respeito com ela, nunca faltei com respeito, ela e meu pai são muito finos comigo. Tô com 18 anos e nem lembro que idade tinha na primeira vez que vi uma calcinha dela no banheiro no banho. Cherei e adorei o chero. Daí bati uma e gozei gostoso. acho que eu tinha uns 12 anos. E até hoje gosto de bater uma na gaveta do quarto dela, e gozar nas calcinhas. Será que tem perigo dela descobrir?
"
(Marco - RS)
______________

Olha, amado
Se ela descobre ou não, eu não sei, depende da sua discrição, rapaz. Só que isso de ficar gozando nas calcinhas dela, pode estar causando algum desconforto. Acho um mimo a quantidade de garotos e homens que estão escrevendo pra contar o tesão pelas mamães, e vice-versa!
Toma cuidado só pra isso não atrapalhar tuas relações por aí, querido. É bom dá uma cuidada nas namoradinhas, e tentar levar uma vida fora disso também, né?
Beijo da Baronesa
(Que é com "S", por sinal, tá?).


Água na boca


Tem cenas que me dão muita água na boca.


Eu confesso: Fui flagrado com minha irmã


Eu e ela eramos bem novos. A gente tava de férias na cada da avó na praia, sempre gostou de brincar de papai e mamãe escondidos no quarto em casa. Na praia a vó entrou sem avisar e nos pegou no flagra, eu no meio das pernas dela, pelado, fazendo com ela, bem na hora que estava me acabando nela. A vó só entrou, passou reto, pegou a toalha que tava na cama. Fingiu que não viu nada. Disse pra gente botar a roupa de banho e ir pra piscina que não era hora de estar dentro de casa com dia bonito! Até hoje a gente ri disso quando comenta um com o outro.


As mulheres estão mudando

E você pode achar ruim o quanto quiser. Estamos nos expressando no momento que desejamos, mesmo que isso incomode você.

Se você é apegado ao estigma de que mulher ideal é a toda certinha e moralmente cheia de travas, é melhor criar seus filhos homens assim.

Você não pode mudar mais o mundo. Então mude seu olhar sobre o mundo.



Eu confesso: Sempre quis ser menina desde criança

Moro em SP litoral. Tenho 18 anos agora e desde criança sempre gostei de coisas de menina, mas só pegava escondido. Meus pais nem sonham, nunca viram nem desconfiaram. Gosto de transar com mulher, faz dois anos que perdi a virgindade com uma amiga bem mais velha que eu. Ela sabe, e já me deixou usar calcinha dela, fica rindo de mim mas sempre gostou de me deixar usa. Não tenho vontade de fazer sexo com homens, acho que não sou gay. Só gosto de me vestir e sentir menina. (Paulinho(a) - Guarujá)

Se eu gostar de você

Se eu gostar de você, quero você aqui dentro na próxima estação.




Relato de Seguidor: Minhas Escravas são Mãe e Filha

Na ordem do dia, trago o e-mail que não vou copiar, vou transcrever, por que é muito grande e intricado. Fiquei surpresa quando ele conta que é Mestre de Sado-Masoquismo, e que tem várias escravas. Que está casado com uma escrava, e que a filha dela, que tem 19 anos, é escrava dele junto com a mãe.
Pelo que entendi, é escrava sexual, ou pelo menos, faz sexo com as duas, às vezes juntas. As vezes separadas, do jeito que ele tiver vontade.

Apesar de achar excitante, fico me perguntando como chegaram a isso, como isso começou? Ela começou antes a viver essas coisas junto com a mãe? Elas fazem sexo entre elas também?
Deixei essas perguntas a ele por e-mail, vamos ver o que ele vai nos responder depois, e posto aqui também.

Além de excitante, achei a coisa desafiadora! Tem que ser muito bom de dominação pra manter essa dupla na coleira!

Brincando de Boneca


Tem imagens que me fazem lembrar de forma viva das brincadeiras de boneca com meus primos. Não é a toa que eu sempre fui a prima favorita deles!

Engraçado que nunca escutei uma reclamação de tios, sabe?

Hipocrisia pouca é bobagem desse povo! hahaha

Eu confesso: transei com um casal de amigos depois de beber

 
"Minha amiga se formou em Pedagogia, e a festa de formatura foi fantástica. Família, amigos, muita bebida. Ficou tarde, e fui pra casa do namorado dela junto com eles depois, todos no mesmo taxi. Eu tava muito zonza, não lembro de quase nada como começou. Só lembro que tentamos ver tv no quarto, e ficou tudo confuso. Acordei de madrugada com eles transando do meu lado na cama, e lembro que falei alguma coisa, e levei um beijo na boca, nem sem direito de quem. Sei que sem conseguir me controlar direito, eu abri as pernas, e acho que apaguei. Acordei já era umas 10 horas da manhã, toda melada, pelada, eles dormindo do lado. Morri de vergonha e de medo. Não tomava pílula, hoje eu tomo. Foi sem camisinha sem nada, fiquei morrendo de medo até fazer um monte de exame, por sorte tudo tava bem. Eu e a minha amiga nunca falamos do assunto, mas sei que ela lembra de alguma coisa, ele também. A gente morre de vergonha quando fala no dia, mas nunca se comenta o que aconteceu depois que chegamos em casa".




Presente dos meus sonhos!

Sempre quis um desses!

Se um dia alguém quiser me dar de presente, me mande um desses que eu juro que mando fotos usando, com cartaz agradecendo, ou posto aqui no blog!



Icesto ou Liberalidade Sexual?

Gente, eu recebo muito e-mail que não dá pra publicar, até por não ser a proposta do contato. Mas o assunto se repete bastante, e eu fiquei curiosíssima com isso, pois notei que é bem mais comum do que parece.
Muitas mães sentem não só prazer, mas também preocupação e vontade de se abrirem mais com suas filhas na sexualidade. Desde as fases mais jovens, até a maturidade completa.
Eu acho completamente recomendável se respeitar as fases do desenvolvimento com suas características, sem causar influências ruins que possam atrapalhar o entendimento peculiar de cada fase.
Mas uma das coisas que acho mais importantes, é manter cada coisa no seu lugar. Cada idade na sua idade, e cada informação adequada à capacidade de entendimento da fase correspondente.
Todas as pessoas tem sexualidade em todas as idades, mas não se pode confundir isso por erotização, né? Fugir da natureza de cada etapa é sim um abuso grave, que pode gerar consequências horríveis para uma pessoa no futuro.

Agora, tem a parceria, né? Não vejo NADA ERRADO em uma mãe e uma filha serem companheiras, amigas, e compartilharem segredos quando estão prontas e maduras para isso. Acho que as pessoas precisam ser felizes, terem uma boa condição social, emocional psicológica e sentimental. Desde que nada atrapalhe suas funções na sociedade, na família, e nas crenças de cada um, o prazer é a lei maior!

E não tem nada errado também em pensamentos fantasiosos, como alguns que recebo. Só não se pode colocar tudo que se tem vontade em prática, pois fantasia é fantasia. Precisa respeitar a realidade e suas possibilidades!

Então, o que digo é que SIM, respeitados os limites legais, acho lindo amor e prazer entre familiares, seja como for. Envolva diretamente ou não o sexo.

Você não sente culpa, Baronesa?

Gostei da pergunta da leitora que escreveu pra mim, pelo email do blog, que é baronesahungara@gmail.com.
 

"Você fala muito de traição, de enganação do marido. Você não sente culpa quando trai a pessoa que te ama, Baronesa?" (Aline)

Claro que sinto, Aline! E tem vezes que eu sinto mais prazer na culpa do que no sexo.


Duvida de Leitor: "Qual é a dela, ela quer ou não quer"?


ola baronesa sigo seu blog a tempos e sempre vejo pessoas pedindo conselhos
e acho de grande valia seus conselhos estou com um problemao.
sou casado a 2 anos com uma mulher linda e maravilhosa que amo muito
ela e muito quente na cama e as nossas transas são ótimas,o problema aconteceu
quando revelei que queria ser corno dela no principio publicávamos fotos nossa nos blogs
do genero e ia tudo bem ai passamos a praticar sexo a 3 com homens que conhecíamos
nos comentários no total uns 10 homens diferentes ate que um dia ela me disse que não queria mais 
que so fazia isso pra me agradar o que me deixou triste por achar que eu a tinha forçado a isso(se bem que ela se divertia muito)
agora ela me disse que quer transar com uma mulher e aparceu um casal que conhecemos e ela transou com os dois
e depois saímos com ele sozinho. agora estou confuso não sei qual e a dela? não sei nem como tocar mais no assunto.
 me ajude.
marido da Deby
obrigado

___________________________

Querido
Você provavelmente não contou alguma parte dessa história. Mas eu quase posso adivinhar, pois conheço os sintomas, nessa minha adorável jornada libertina. Houve provavelmente um momento em que você forçou a barra, e as mulheres não são como os homens, elas precisam de uma série de estímulos, e às vezes reagem mal a alguma coisa que estão sentindo. Talvez ela tenha deixado de se sentir prioridade nas suas fantasias, sentido que você estava mais excitado com os fetiches do que com ela. E ficou incomodada.

Você precisa controlar seus impulsos para não ficar aqueles cornos chatos que ficam insistindo o tempo todo para a mulher. Mulher precisa ser seduzida. Você tem seduzido bem a sua para ela realizar você? Tome esse cuidado, ela pode estar apenas cansada de algum comportamento chato ou persistente seu.

Ela quer, ela gosta, tanto que faz, e sai com outros homens e casais. Mas há momentos em que ela só deseja ser uma mulher amada e desejada pelo marido. Respeite isso, e não sobreponha completamente seu fetiche sobre o casamento e amor de vocês.
Mulher, meu amado, é sempre confusa. 

Beijo e boa sorte.
Baronesa Húngara




GAROTA DE PROGRAMA, ESPOSA E MÃE

Oi
Faço programas desde os 18 anos, tenho 26. Tenho uma filha e marido. Ela já tá quase adolescente e é muito estudiosa. Quer ser advogada quando crescer. Meu marido é um homem bom, me apoia no que faço e nunca me julgou. É honesto e trabalhador também, mas estamos numa enorme dúvida, sem saber o que fazer.
Minha filha tá desconfiada de alguma coisa e já não tá fácil enganar ela. Devo ou não devo contar o que faço pra viver? (Jú L. - RS)
___________________________________________

Jú, essa foi uma das perguntas mais difíceis que já recebi até aqui. Mas vou ser o mais franca possível. É uma coisa de caráter muito pessoal, até por envolver uma pré-adolescente. Há milhões de mulheres na atividade de prostituição neste país, e a maioria delas são ou serão mães. A forma como vão lidar em relação a isso é um assunto complexo.

Então acho que você precisa avaliar como isso vai influenciar a vida dela. Ela é madura para lidar com isso? Você pretende fazer isso sempre? Você vai saber lidar com uma possível rejeição dela em relação a isso?

Talvez não seja boa ideia contar a ela neste momento, e esperar que ela esteja mais velha, quando puder entender exatamente do que se trata sexo, amor, e prostituição, para que ela possa compreender se influências. Talvez ela esteja mais pronta mais tarde.
Não acho que uma profissional do sexo tenha que sentir vergonha do que faz. Mas deve saber que é uma profissão longe do ideal de se aspirar como exemplo para a própria filha, ainda que ela, no futuro, decida por seguir seus passos. Pois se é para ela escolher, que escolha quando for bem adulta.
Tenho certeza de que ela será uma grande Advogada quando crescer!
Beijo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...