Banheiro de Meninas


Sempre fui uma aluna nota 10 na escola.
A única reclamação que papai recebia, era de que eu ia vezes demais ao banheiro, e às vezes demorava um pouco.
Papai sempre dizia: "Ora, se ela vai ao banheiro, é por que acha que precisa".
E tinha razão!


Da série "Eu Confesso"

Um amigo do blog, o "MB", mandou algumas confissões bem fortes aqui! Vou tentar ilustrar!
(Ele pediu para ficar anônimo, por isso não vou publicar nome nem e-mail).

"
Quando moleque 12 a 14 anos adorava brincar com a ditas galinhas da rua, eu era o garoto que dava amor para elas, adorava ver elas entrando no meio da tarde na casa de um dos vizinhos ou eles na dela ficar por ai e esperar eles saírem para dar um carinho para elas ainda usadas ... 
 "


"Quando garoto estava empinando pipa em um terreno baldio próximo de casa, e dois mendigos que moravam no terreno começaram e passar uma conversa em mim, os dois de pau duro me mostrando o pau duro e  peludo e dizendo que eu ia gostar de chupar e sentar no colo deles ... eu senti uma forte vontade de fazer aqui que nem entendia na epoco .. acabei chupando eles e fui penetrado por ambos .. acabei sendo a transa deles por muito tempo... chegava da escola e corri tomar banho e me trocar  e pegar coisas para eles comerem e roupas do meu pai rs*** e corria para la .... para servir de mulher para aqueles tarados... nossa podia escrever uns 5 ou 6 contos sobre isso ..
 


"






"
Confesso que pensar em minha esposa com negros me excita mais que com outros homens, e que quando digo que a quero usada e gozada e larga que me mata de tesão.
"



"
Confesso que quando era garoto atacava as pezinhos das amigas da minhas irmãs que dormiam em casa ... 
 "
 
 
"
Confesso que quando era garoto uma vizinha ja de uns trinta e cinco ou quarenta anos me usava mesmo .. transávamos toda tarde o que mais me excitava era saber o quanto ela era piranha, depois de um tempo, cuidava das filhas dela para ela sair com os amantes com a condição de voltar sem banho para o corninho aqui.

 "





Pervertendo Desenhos Animados

Como gostaria de ter visto essas versões dos desenhos dos Jetsons quando passavam na TV!

Me sentiria menos culpada, pois eu sempre ficava imaginando essas cenas! rsrs

Brinquedinhos do futuro! Quero um!

Linda Judy!

Jorge tinha uma família perfeita!




Minha aparência de santinha?

 Sempre tive essa carinha de santinha, desde menina.
Mas não engano a qualquer pessoa não. Quem vê um pouco além, sabe que no fundo, penso coisas o tempo todo. E algumas pessoas poderiam adivinhar o que penso.



Quando olham meu sorriso, nem imaginam o que ele pode significar!


Quando me mandam calar a boca, a primeira forma que imagino pode ser essa.


Quando um vendedor ou garçom muito bonito me aborda com um sorriso simpático, voz firme, e pergunta: "Posso ajudar"? ... É assim que me imagino quando digo: "Sim, por favor"...



O esguicho

Já suportei coisas com muito esforço, só pelo prazer de sentir este esguicho.



Confissões Infiéis

Acho que me sinto aliviada quando confesso coisas que eu já fiz aqui no blog.

Hoje vou fazer 5 confissões MINHAS, para estimular leitores e seguidores a enviarem confissões que posso postar (se quiserem), ilustrando como as minhas, SEM REVELAR AUTORES, caso não queiram!

Eu confesso:

Já entrei na brincadeira de colegas do colégio que espiam com espelhinhos por baixo da saia das meninas. E tirei a calcinha só pra ver a reação!

Já fingi que dormia bem assim como na imagem, na casa de uma amiga, num colchão na sala. O pai dela levantou umas cem vezes durante a noite para ir à cozinha, e passava demoradamente na sala. (risos)

 Já terminei trabalhos de grupo da escola bem mais rápido, pra dar tempo de dar pro grupo todo. E só por que tinha entre eles um unico pra quem queria dar. E a parte que eu mais gostava, era de dizer "próximo", quando um terminava.


Que já estraguei muita calcinha por ficar "arredando para o lado"  quando dava inesperadamente pra alguém.

E finalmente: Quando fiz 18 anos, a primeira coisa que fiz foi ir a uma sexshop, para comprar um brinquedo "de verdade", pois não aguentava mais improvisar com objetos em casa!


E você, o que confessa? 
(Pode ser uma fantasia também!)
Mande sua confissão para baronesahungara@gmail.com
Será publicada sem identificar você ou seu e-mail. Se quiser mandar com imagem, pode, mas coloco uma se preferir!

Beijos da Baronesa 


A safadeza é Genética


Seguidamente recebo perguntas e converso sobre educação de filhos em famílias onde pais são praticantes de atividades de sexo liberal. E a maioria dos casais mais maduros que vivenciam as delícias da abertura da relação possui filhos, filhas, em diversas idades.

Fica claro, desde já, que nunca preguei (embora já tenha sido acusada disso), que filhos ou filhas menores de idade devam ser sistematicamente envolvidos na vida sexual dos pais, ou influenciada por ela. 

O que faço, é abordar o tema com algo sério, e que precisa sim ser discutido, até para se estabelecer limites para isso! Se tratar disso é um "crime", hipocrisia devia ter pena de morte!

Defendo sim que cada fase da vida deve ser vivida com O GRAU DE MATURIDADE, preservando a infância, a adolescência, e a maturação de cada um.

Mas vamos ao que interessa!
Safadeza é hereditária?

Não são poucas as fotografias na internet que retratam situações envolvendo mães e filhas em momentos "bem safadinhos". Para muitos, isso é fonte de inesgotável fantasia!


Questionada por alguns pais sobre se isso era saudável ou não (minha opinião apenas, pois não sou profissional da área para emitir pareceres!), sempre digo que a natureza faz seu trabalho, e que como pais só nos cabe acompanhar e evitar acidentes de percurso, orientando pra vida!

 

Que as meninas não serão necessariamente safadas como suas mães, mas poderão sim ter um sexualidade melhor trabalhada por ter pais que certamente saberão conversar e compreender suas dúvidas, que não precisarão temer falar no assunto. Ou seja, conversar sobre sexo é sempre importante.


Entretanto, cuidado!
INFLUENCIAR pode não ser uma boa ideia. Como eu disse, a natureza faz o seu trabalho, e o nosso de pais e mães (sou uma excelente mãe, posso garantir!), é conduzir nossos filhos e filhas por uma vida saudável, com muita educação, equilíbrio, para que vivam uma adolescência ótima, iniciem a fase adulta e uma vida sexual saudável, sem grilos, e respeitando muito todos os parâmetros que as farão pessoas plenamente desenvolvidas e muito felizes!

E vocês, mamães que tem uma vida "mais aberta" com suas filhas (já maduras, claro), se quiserem conversar sem grilos, e manderem suas opiniões, fiquem à vontade para escrever para o blog, pelo endereço: baronesahungara@gmail.com

E quanto quem é contra, sinta-se também à vontade! Sou democrática! Apenas não tolero que fiquem me ofendendo, pois sou civilizada, e escutarei (lendo!) todas as posições sobre o assunto!

Beijos da Baronesa


Vou partir seu coração


Não costumo fazer homenagens. Mas hoje, algumas coisas me fizeram lembrar do quanto devo grande parte de minha felicidade a ele: O homem que tanto traio.

Como se fosse ontem, lembro da primeira vez que te contei parte de tudo o que já fiz. Sabia que ia partir seu coração. Sabia que ia ferir, magoar você. 


Sabia que seu coração iria doer, e que em parte, seu corpo iria excitar-se. Afinal, eramos muito jovens, muito mesmo, quando pela primeira vez vi nos seus olhos, a mágoa em ver diante de você, outros meninos da escola, me bolinando, e sob meu imaturo consentimento, usando meu corpo para se satisfazerem.




 E vi amor nos seus olhos quase infantis, e paciência para esperar que eu virasse mulher. E anos depois, SUA mulher.

Eu sabia que você iria chorar, mesmo sabendo de meu passado, também parte do seu. Sabia que quando eu dissesse que não mudei, que ainda sou a mesma menina que só sente verdadeira satisfação quando vê uma fila de machos gradativamente ir diminuindo após terem se satisfeito no meu corpo, no corpo da mulher que você ama, você iria sofrer. Ainda assim, quero você do meu lado.

Sabia que algo em você iria excitar-se. Afinal, escolheu ainda menino ser sempre o último da fila. Ainda que não voluntariamente, pois na verdade, queria ser o que "cuidava de mim". E o único que realmente me fazia carinho.

Por isso, naquele dia, escolhi o chuveiro para te contar. Sabia que você iria chorar. Preferia não ver suas lágrimas, nem seu olhar constrangido.



Sabia que seu corpo iria responder, e senti seu membro carinhoso ficar rígido na minha mão. Também senti ele amolecer quando os detalhes eram duros demais pra você, e seus soluços aumentarem. Mas as palavras certas, ainda que duras e traidoras, ainda fazem seu tesão subir. Conheço você. Mais que a qualquer homem que já passou por entre minhas pernas. E olha que foram muitos. São muitos. Serão muitos. E você talvez nunca venha a saber de um décimo deles.

Nem do quanto eu os desejo.

 E minha homenagem singela, que sei que você também jamais verá, pois não lerá essa postagem, é para aliviar um pouco meu coração. Por todas as coisas que não digo, e não direi. Mas que no fundo, você sabe.

Pois foi lá, tanto tempo atrás, que você me escolhei assim. Fêmea muito mais que você é capaz de ser macho. Infiel, muito mais do que você é capaz de suportar.

E jamais terei como confessar tudo o que fiz. Nem conseguiria lembrar de todos os homens que usei e por quem fui usada. Alguns nunca soube mesmo o nome, outros tantos nem vi. Mas certamente jamais esquecerei.

E era isso. Obrigada pelo orgasmo em minha mão, chorando no chuveiro, quando me fiz verdade nos seus ouvidos. Obrigada pelo amor dolorido que vem desde nossa infância, e que quero levar para nossa velhice. E obrigado por me perpetuar. E por me amar tão mais do que amo você. E olha que o amo muito. 


PROVOCANDO A BARONESA: Os Tempos de Escola


To sentindo a maior falta da Baronesa postando umas coisas bem gostosas pra gente aqui no Blog dela! Ela anda meio sem estímulo, apagaram o perfil dela no Face, e o Google começou as sacanagens que faz com a gente nos Blogs.

Mas vamos lá, eu ainda quero estimular essa nossa musa a contar a história que ela já me deu umas "pinceladas", dela na escola, quando era mais jovem, na primeira vez que "se exibiu para os coleguinhas!" 
 ! Vamos dar uma força aí!

Conta pra gente, Baronesa!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...