Eu confesso! (recebido de seguidor)

Relato encaminhado para nosso e-mail, pelo amigo que prefere ficar anônimo, para o e-mail!
Quer mandar o seu? baronesahungara@gmail.com

"Oi baronesa, sou muito fã do seu blog e gostaria de enviar uma confissão que até hoje nunca dividi com ninguém:
 


Já descobri uma traição da minha esposa com um amigo e não disse nada, como sempre tive vontade de ser corno aproveitei a oportunidade para ficar mais amigo do cara e o convidei muitas vezes para assistir jogo aqui em casa conosco, no intervalo ia tomar banho e batia punheta imaginando os dois se pegando na sala. Eles já se afastaram e nunca comentei nada com ela, mas as vezes ainda me masturbo pensando neles...

Não divulga o email, por favor!
Beijos!"


12 comentários:

  1. Você teve uma oportunidade dessas e não assumiu que queria ser manso??? mesmo assim é uma situação de muito tesão!

    ResponderExcluir
  2. http://www.latinasfap.com/2012/09/novinha-na-suruba-dando-pra-3.html?zx=5e950c7953cb2c48 lembre da baronesa

    ResponderExcluir
  3. Cara, tenho uma imensa vontade de ser corno, mas cuidado, uma coisa é cumplicidade e a outra é traição. Se vc conversou com sua mulher e deixou tudo muito bem definido e avisou ela a cerca do seu desejo e ela topou fazer tudo em comum acordo, tudo bem, mas fazer escondido não é legal, a traição para nós que somos cornos só é legal quando está no meio das pernas de nossas esposas e não no coração, se é que me entende.

    ResponderExcluir
  4. Sou dotado ( 20 cm, mas muito grosso e cabeçudo ). Já sai com um casal que o corno tinha um pintinho de 11 cm e fininho (da grossura de uma salcicha ). Ela casou virgem. Fui o primeiro macho dela depois do casamento.
    Era um casal prá mim ( 42 anos ) novinho ( Ele 25 anos ela 22 aninhos )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conte mais detalhes.... como foi? Ela gostou? Saíram outras vezes?

      Excluir
  5. Ja sou corno manso a alguns anos, temos inteira cumplicidade ela não sai sem me pedir e se eu não altorizar e cada dia somos mais unidos...

    ResponderExcluir
  6. Confesso que traí o meu marido com um pónei. Êle nem imagina que faz sexo oral onde entrou o pausão dum pequeno cavalo. Tudo ocorreu sem ser planeado. Tenho 32 anos, somos casados á 8 e foi o unico homem que conheci intimamente. No verão de 2015 o meu marido esteve ausente de portugal por motivo de trabalho e eu fui passar uns dias com uma tia, mais velha do que eu apenas 6 anos, também casada e que vive na provincia. Já sabia que êles possuiam póneis, mas nunca os tinha visto. A minha tia, foi percorrar a propriedade comigo, mostrando-me então os póneis que possuiam. A surpresa foi quando um dêles, ao ver a minha tia ficou com o pénis á mostra e bem teso. Já tinha visto videos em que mulheres transavam com póneis mas não me pareciam ser tão grandes. Senti-me excitada e a minha tia notou, sorriu, dizendo que era normal as mulheres ficarem excitadas perante tão apetecivel pausão. Fiquei a meditar no que ouvi, mas só no dia seguinte, me confessou um segredo que nem o marido tinha conhecimento. Havia meses que aquele pónei metia nela, daí a razão porque tinha mostrando o seu pauzão bem teso. Fiquei sem palavras para responder, mas a minha tia acrescentou que tendo notado a minha excitação, eu podia exprimentar também quando o marido estivesse ausente. Disse-lhe que embora excitada, receava não aguentar. De imediato afirmou que na verdade a primeira vez doeu um pouquito, mas depois passou a ser delicioso. Eu poderia ver o pónei meter nela. Fiquei curiosa e disse que estava disposta a ver e depois decidiria se me dispunha para uma tal experiência. Passados 2 dias o marido ausentou-se, portanto era chegado o momento. Dirigimo-nos ao estábulo. O pónei ao ver a minha tia logo mostrou o seu pausão. A minha tia começou a lavar aquilo que iria entrar na sua intimidade. Despiu-se da cintura para baixo e colocou-se de quatro com a parte superior do corpo sob a manjedoura, oferecendo o traseiro ao pónei. Êle saltou com as patas posteriores sobre a manjedoura e o seu pausão procurava entrar na minha tia. Seria possivel aquela cabeça entrar? Após algumas tentativas acertou e entrou mesmo tudo. A minha tia gemia de prazer e em dado momento gritou que estava gozando com tanto leitinho quente que recebia. Depois de mais algumas estucadas, com a minha tia a gemer,o pónei saiu de dentro dela. Notei então a grande quantidade de esperma que lhe escorria da cona. A minha tia ficou exausta. Tentou depois convencer-me a exprimentar. Disse-lhe que ia pensar e durante o resto do dia e á noite pensei que na verdade gostava de exprimentar, mas tinha medo e remorsos de trair o meu marido. Na manhã seguinte decidi seguir em frente e comuniquei a minha tia. Ficou radiante dizendo que não iria arrepender-me. Ela trataria de tudo. Efectivamente tal como no dia anterior, dirigimo-nos ao estabulo onde se encontrava o pónei. Êle percebeu que ia gozar, pois o seu picotão entesou de imediato. A minha tia lavou tudo, tal como no dia anterior, mas eu apesar do tesão que sentia estava nervosa e tinha medo das possiveis dores que aquele cacetão iriam provocar-me, contudo quiz exprimentar. Coloquei-me tal como a minha tia havia feito. O pónei saltou sobre a manjedoura e comecei a sentir a cabeça do pénis procurar a minha cona, algumas vezes batia no cuzinho. Isso me excitava, noentanto estava dificil encontrar a entrada. Foi a minha tia que o encaminhou, colocando a cabeça entre os labios vaginais. Quando o ponéi sentiu o calor e umidade da cona, estucou logo com força. Dei um grito de dor porque parecia estar perdendo a virgindade pela segunda vez. Quiz sacudir aquilo da minha intimidade, mas estava já todo dentro de mim, batia-me no utero, não sabia se eram dores ou prazer, tudo se misturava. Após várias estucadas chegou o abundante leitinho quente e com êle um orgasmo tão intenso como nunca tinha obtido com o meu marido. Todo aquele comprimento e grossura saiu depois da minha cona, da qual escoreu tanta esperma ensanguentada, que parecia não mais terminar. Foi apenas uma experiencia, não tornei a repetir, tenho remorsos de trair novamente o meu marido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A minha tia tem insistido comigo para que este ano vá também passar uns dias na sua fazenda, tal como o ano passado. Creio que os convites têm também a finalidade eu dar novamente para o pónei. Nada decidi ainda porque continuo com remorsos de ter traído o meu marido e receio não resistir a uma nova traição, com o mesmo pónei, pois quando recordo o orgasmo que obtive e o prazer que me proporcionou fico mesmo excitadíssima, imaginando aquele pénis a penetrar-me. No entanto será difícil deslocar-me este ano á propriedade da minha tia porque não está prevista qualquer ausência do meu marido.

      Excluir
  7. Descobri que aminha esposa me traíu com o gerente da empresa onde trabalha como contabilista. Ela tem 31 anos, somos casados á 6 e o nosso relacionamento sexual sempre foi muito bom. Sucedeu porém que uma noite em que regressei a casa um dia antes do previsto, deparei com o carro da empresa onde ela presta serviço estacionado ao lado do seu próprio carro, próximo da nossa residência. Inicialmente imaginei que seria alguma amiga e colega de trabalho, mas após meditar durante alguns minutos resolvi entrar em casa sem fazer qualquer ruido e sem acender a luz. Logo que entrei ouvi gemidos vindos da sala, única divisão da casa iluminada. Aproximei-me e vejo então a minha esposa parcialmente nua, recostada na poltrona, as pernas abertas e o gerente da empresa com a cabeça entre as pernas dela proporcionava-lhe tanto prazer que a fazia gemer continuadamente com o minete que recebia. Não deram pela minha presença porque eu estava numa zona escura e fiquei assim sem saber se deveria intervir ou aguardar pelo que julguei que iria seguir-se. O gerente continuava vestido, o que realmente estranhei. Passaram vários minutos naquela posição e notei que o gerente queria meter onde estivera com os lábios e a lingua; ainda tirou o penis das calças, embora bastante teso a minha esposa afastou-o e não consentiu ser penetrada. Verificando que ele ia sair, saí eu primeiro, também sem fazer ruido, saindo ele pouco depois. Aguardei algumas horas para entrar novamente em casa, encontrando a minha esposa já na cama. Ela ficou surpreendida com a minha antecipada chegada, mas não demonstrou qualquer nervosismo e foi ela a demonstrar desejo que eu a penetrasse, afirmando sentir bastante falta de sexo e, realmente obteve um intenso orgasmo quando o meu leitinho inundou a sua intimidade. Até á presente data nada lhe disse do que presenciei, ela continua carinhosa para comigo tal como anteriormente e embora eu tenha mantido uma discreta vigilância sobre ela, não notei qualquer outro deslize da sua parte. Estou ainda indeciso se ainda a irei confrontar com o que observei naquela noite, pois é possível que tenha sido uma necessidade momentânea de sexo oral, o que tenho praticado actualmente com muito mais frequência e que ela adora bastante.

    ResponderExcluir
  8. Não sou católica, para confessar-me na igreja a um sacerdote, portado será nesta blog a minha confissão a como traí o meu marido com um negro. Muito discretamente o sondei o para ver se ele estaria de acordo em partilhar-me, ou liberar-me por uma noite. Gostava até que ele participasse e visse a tora dum negro penetrar-me, alargando mais o que havia sido só dele e ouvir os meus gemidos de prazer, porque dessa forma não seria traição. Era uma fantasia e um desejo que eu tinha ainda em solteira ter relação sexuais com um negro, mas verifiquei que o meu marido é tão ciumento para comigo que nunca iris aceitar qualquer das situações. Embora o nosso relacionamento sexual fosse satisfatório, resolvi correr o risco de pular a cerca. Decorreu tudo bem, ele nem imagina o que aconteceu e eu de nada estou arrependida. Foi uma noite maravilhosa, que no entanto não penso repetir. Gozei imenso, pois nunca tinha sentido uma coisa tão grosa e comprida dentro de mim. Inicialmente custou-me um pouco, parecia que me rasgava, estava habituada apenas aos 15cm do meu marido e aquilo era muito mais grosso e comprido, mas depois passou a ser delicioso sentir-me intimamente super preenchida, apesar da dorzinha no útero quando entrava tudo, dando a impressão que se deslocava empurrado por tamanha cabeçorra.

    ResponderExcluir
  9. Sou casado. Tenho 39 anos e a minha esposa 40. Possui-mos um filho com 12 anos. Noto que a minha esposa ficou bastante dilatada após o parto. Apesar do meu pénis ter 17 cm de comprimento por 12 de circunferência a fricção é minima quando fazemos amor. Daí que surgiu em mim uma fantasia, mas que ela desconhece. Gostaria de ver um pónei meter nela. Creio que iria aguentar e sentir mais prazer do que sente comigo e eu sentiria também enorme prazer se verificasse que ela gozava realmente com tamanha piroca a penetra-la. Tenho visto em videos algumas mulheres darem para póneis e parece que gemem de prazer. Não me atrevo a fazer-lhe uma tal proposta, mas se ela demonstrasse em algum momento desejo de experimentar, de imediato a incentivava para realizar essa experiencia.

    ResponderExcluir
  10. Sou casada á apenas seis meses, estou gravida mas não se sei se será do meu marido. Aconteceu na minha despedida de solteira, não resisti a ter relações sexuais com o stripper ao ver tão grosso e ereto membro, mas rompeu-se o preservativo, que era relativamente pequeno para as dimensões do pénis dele. Adorei aquela noite de sexo, gozei imenso, nunca tinha sido penetrada por um tão grosso e comprido pénis. Sentir toda aquela grandeza dentro de mim foi um prazer que nunca esquecerei. Atualmente estou grávida, como iniciei o relacionamento sexual com o meu marido dois dias após a despedida de solteira não sei quem será o pai biológico, pois é difícil diagnosticar o dia certo do minha gravidez. O meu marido nem sequer imagina o que se passou naquela noite e eu de forma alguma tenho coragem de lhe contar, porque vejo que ele me dedica todo o seu amor e carinho, ao que também tento retribuir, porque na verdade amo o meu marido apesar daquela aventura na noite de despedida de solteira, não o quero magoar.

    ResponderExcluir

Cada comentário contribui para a vontade de postar mais, e melhor. Comente!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...