Durante a vida, nos relacionamos com pessoas que não conseguem entender a lógica dos relacionamentos. Acreditam numa utopia de "igualdade", como se "direitos iguais" fossem garantia de harmonia numa relação. Babaquice. É este o nome deste tipo de pensamento.

Aquele rapaz com quem me relacionei aprendeu de maneira definitiva o significado de "direitos iguais".

Conforme fui abrindo minhas fantasias, deixando transparecer que sempre fui, desde menina, inclinada à devassidão e à liberalidade sexual - prefiro LIBERTINAGEM mesmo! -, ele me veio com aquela proposta ridícula:

"DIREITOS IGUAIS. SE VOCÊ QUER TRANSAR COM OUTRA PESSOA, TAMBÉM QUERO, E AO MESMO TEMPO. NÃO QUERO QUE VOCÊ FAÇA NADA QUE EU NÃO POSSA FAZER TAMBÉM".

Ah, é? Ok! Aquele casal de amigos que eu já cohecia havia algum tempo, e que sempre tive vontade de levar pra cama, seria perfeito. E foi.

Nunca imaginei que seria tão gostoso ser comida por aquela amiga de anos. Infelizmente, acho que meu querido namorado não gostou tanto assim de ser comido pelo marido dela.

Mas direitos iguais sugerem obrigações iguais, não acham, meu amigos?


Mesmo morrendo de vontade de dar pro meu querido amigo, preferi dar apenas para ela. Acho que minha relação com meu namorado não durou mais que algumas semanas depois disso. Mas valeu casa segundo que durou. E aqueles minutos que ele esteve com outro macho no ânus dele me deram mais prazer do que jamais tive durante toda nossa relação! Obrigado, amorzinho! Valeu enquanto durou!



Um comentário:

  1. nossa!!!! sério isso mesmo???? que vadia tarada e devassa que você é!!!

    ResponderExcluir

Cada comentário contribui para a vontade de postar mais, e melhor. Comente!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...