Uma vez, meu marido comentou que tinha muita antipatia enorme, que odiava um colega meu de trabalho. Fiquei de coração apertado, pois era meu amante. Desde então, nunca mais deixei ele penetrar minha vagina. Somente meu ânus, já que meu marido não gostava e anal.


Eu me sentia menos traidora, sabendo que não recebia os pênis deles nos mesmos lugares. Nunca mais fiz sexo oral no meu marido, depois disso.





Hoje foram dois

Hoje foram dois homens diferentes. Guardei as camisinhas. Não tenho coragem de colocar elas fora.


E estou me exitando só de lembrar.



Do homem que me usa ao homem que me ama.


- Hoje fui muito mal tratada pelo meu chefe no trabalho.
 

- Por isso, meu amor, seja compreensivo, e bonzinho com sua mulher.


AS DUAS MULHERES EM MIM


Seguindo um pouco a linha do Ulisses, meu queridíssimo que adoro e admiro, e que me inspira no blog www.sonhodemanso.blogspot.com , mando essa:




Para os homens que me excitam, e que me tem, é assim que me sinto pronta.


Para o homem que amo, é assim que me sinto pronta.




DESEJO POR UMA "JEBA"


Quando um homem me mostra um pênis "deste tamanho", confesso que perco um pouco a referência. Chego a não me importar com os defeitos que ele tenha, me sinto desafiada a "abrigar" seu membro em mim.



No fundo, me sentiria como um animal. Como uma potranca sento varada por um garanhão. 
(E eu juro que faria, se aguentasse).



CUIDADO COM AS FIGURAS


Tenham cuidado com as imagens que deixam disponíveis nos seus computadores e revistas em casa

Por experiência própria: Eu mal sabia ler, mas "compreendia muito bem as figuras."



A Arte de Enfrentar os Homens


Não há dúvida de que eles são maiores, mais fortes, mais virís, e geralmente detém os postos de mais poder.



Mas os homens tem uma coisa que os faz muito frágeis: Eles são homens.

Se são dominadores, têm como fraco justamente a entrega e submissão. Se são submissos, têm a feminilidade dominadora como fraco. 

Não importa como sejam, homens são fracos. Homens tem como seu fraco a mulher, ainda que não sejam héteros. Até mesmo os Gays tem como fraco, a mulher que lhes serve de referência, e é tudo que não podem ser.

Entendam: Homens são frágeis. Por que é assim que sentem prazer em viver.

ESTA NOITE ESTAREI MAIS LARGA


Meu amor, devido à tarde intensa que tive na sua ausência, esta noite eu estarei mais larga.
 

Então você terá que abrir bem a boca, e ser mais delicado, quando eu me sentar.



QUANDO EU ME OFERECIA PARA ELES


Era estranho. Eu me oferecia para eles, e eles me viam apenas como um simples objeto, que perdia completamente o valor assim que sentiam o tremor da ejaculação.



Eu sabia que tinha poucos momentos da atenção deles, alguns levavam apenas alguns minutos para derramarem seus juvenis esguichos de esperma imaturo. Eu não passava para eles de um incremento na sua masturbação coletiva. Estranhamente, eu gostava de ser assim. 

Ainda acho que essa experiência, vivida por tantas mulheres nas suas fases iniciais, nas primeiras experiências sexuais, é parte de sua formação como mulher, e mostram bem as fundamentações de um homem.

Aquelas de nós que aprendem a lidar com isso, não se traumatizam. Entendem que alguns homens não passam de escravos de seus hormônios, do dia em que nascem ao dia que ficam broxas. Seja qual for seus caráteres.

Se em algum momento da vida eu fui um objeto, apenas um depósito de esperma de um grupo de garotos, hoje eu sou um depósito de desejos. Embora ainda adore ter seus espermas derramando de mim.



CERCADO DE VAGABUNDAS


O que será deste homem, cecado de vagabundas por todos os lados?

Filho de uma mãe vadia. Genro de uma sogra vagabunda. Marido de uma puta...


E a ecografia já deixou claro:


SERÁ PAI DE UMA PUTINHA.
Ou pelo menos vai criar uma como se fosse pai.


A felicidade tem formas estranhas.


Atualizando para Baronesa - PERDOA-ME

Volta logo pra gente, Baronesa. Seu blog tá fazendo falta. Essa aqui postei em tua homenagem:




PERDOA-ME POR SER TÃO PUTA.



COMO QUERO SER AMADA



Ser amada para mim, é ser vista assim pelo homem que me quer ao seu lado na vida, e ver felicidade nos olhos dele.


A Obra Feminina de Arte

Então, o que mais te agrada em mim, meu amado?


A obra de arte que eu sou?


As obras que eu posso levar em mim?



Ou as obras que outros homens fazem em mim?



Meus Imperdoáveis Pecados

Não espero perdão por meus pecados. Espero apenas um julgamento completamente justo. Pois pequei e peco com todo o prazer do mundo.

COMO A MAMÃE ENSINOU


Sua mãe sabe muito mais sobre safadeza do que você imagina. Se ela pudesse ensinar você a ser uma sem-vergonha, e você pudesse aprender com ela, certamente seria uma mulher invejada por todas, e desejada por todos.




MEU AMOR E NOSSAS BOCAS


Minha boca é lugar de membros lindos, grandes e duros. E principalmente, diversificados.




A boca do meu amor é lugar de minha vagina, usada, flexionada e lavada por estes membros.





UM VINHO COM A BARONESA

Quando vens tomar um vinho aqui comigo, Baronesa?




PARA SEMPRE USADA


Gosto deste trocadilho do Ulisses, do sonhodemanso.blospot.com, que costuma dizer sempre isso, com outras palavras:



"Mesmo depois que eu me lavar, meu amor, fui usada. Não estarei nova nunca mais. Para sempre estarei usada, cada vez que um homem me possuir. Serei mais usada, mais depreciada, e mais sua".




O QUE HÁ POR TRÁS DE UMA MULHER COMPORTADA?

Não se precipite.

Não é pelo fato de que uma mulher se porta como uma dama, com inocência e candura, que ela é também.
 "comportada sexualmente".

A doçura de uma mulher é sua primeira camada.



Sempre adorei o efeito de surpresa nos homens que subestimam minha sexualidade.


Por trás de uma postura de princesa que espera um príncipe em um cavalo branco pode haver uma vadia querendo ser varada por um corcel negro.

E eu amo tanto a ideia, que às vezes acho que até o sentido literal me faria feliz.



Ainda que não seja o desejo da maioria, quem sabe eu ainda tenha a sorte de ser insanamente estuprada por um grupo de homens que não suportem mais minhas provocações. Obviamente, uma fantasia impraticável, pela insegurança, tanto à vida como à saúde.

Mas já parou pra pensar que isso pode estar ocorrendo na cabeça daquela menininha delicada?



O RACIONAL DESEJO IRRACIONAL


O desejo de ser desejada como um macho deseja a uma fêmea. Desejo instintivo, selvagem, de um animal por outro. Acho que é isso que consome parte de toda a mulher, e faz com que ela se entregue mais facilmente nas mãos de um canalha completo do que nas mãos do príncipe encantado com que sempre sonhou.

Desjamos profundamente constituir nossa familha com ternura, amor e segurança. Mas desejamos desgraçadamente ser devoradas por um homem desprovido de qualquer pudor, caráter ou moral. 

O falo duro, intenso, latejante e gotejante fala mais alto do que qualquer linha racional dentro do útero de uma fêmea. E nós, mulheres, não passamos disso: Fêmeas.




O desejo de ser feita cadela por um homem cachorro, e os símbolos que me remetem à isso lavam meu sexo de desejo.

Me fazem buscar racionalidade onde ela não existe, e instinto puro e irracional no sexo e no amor.


E desejar apenas isso, ser animalizada. Feita uma reles cadela. E em todos os possíveis sentidos.



MINHA PRIMEIRA LINGERIE

Não gosto de falar de idade, tem muito moralista por aqui. Mas confesso que eu ainda não tinha pelo algum no corpo quando isso que vou contar aconteceu.

Mas lembro quando aquela colega e amiga, pouco popular, normalmente rejeitada por outras meninas. Ela tinha um comportamento diferente, parecia muito mais velha do que era. Talvez uma década mais velha do que na verdade era, pelo seu comportamento, jeito de vestir, independência.

Ela sempre comprava o que quisesse, e por muitas vezes pagou coisas pra mim nos intervalos de aula. Eu nunca a tinha visto pedir algo para sua mãe. Parecia financeiramente independente, embora sua família não parecesse ter posses. Era um contraste.

Certo dia, quando já confiava muito em mim, me revelou o que parecia o primeiro de muitos segredos.

- Queria te pedir uma coisa. Mas você guarda o mais completo segredo?
- Sim, eu não sei contar coisas secretas, sinto medo. Nunca conto um segredo - respondi.
- Se eu te der umas roupas, você veste escondida em algum lugar em casa, onde ninugém te veja, e experimenta pra ver se servem em você?

A pergunta era muito estranha. Mas pareceu interessante.

- Sim, - respondi - mas... você vai querer ver?
- Não. Vou te dar também uma câmera. E você vai se fotografar com as roupas. Mas uma coisa: NÃO FOTOGRAFE SEU ROSTO. Somente o corpo. Somente seu corpo, tenha certeza disso. Te ensino o jeito de fazer isso. E se fizer tudo certo, vou te dar um presente.
- Mas... Nossa, isso é estranho...
- Confia em mim? - desafiou ela - Confia na sua amiga?
- Sim...
- Então toma. Essa é a câmera. Nessa mochila, as roupas. Fotografa, e usa essa máscara aqui, sempre, tá?

Ansiosa, cheguei em casa, e me tranquei no banheiro. E verifiquei as roupas. Na maior parte, eram calcinhas e soutiens, de rendas, transparências e detalhes bastante diferentes de tudo que eu já tinha visto, até mesmo de mulheres adultas.

A câmera, naquela época, era uma "Love", descartável, daquelas de filmes, que se tirava apenas uma sequencia de 24 fotografias. Fiquei com vergonha. Mas fiz. Fotografei-me.

Algumas das roupas, camisolas e calcinhas, ficaram um pouco grandes. Tratei de ajustá-las, amrrando aqui, e ali.

No dia seguinte, antes de entregar a câmera, questionei:

- Você pretende mostrar isso alguém, Raquel?
- JAMAIS faria algo pro seu mal. É minha amiga. Mas sim, vou mostrar pra uma pessoa, que me pediu isso. Mas se você não fotografou seu rosto, vai ficar tudo bem, Ana.

Ela saiu do pátio, e havia um carro esperando ela do outro lado da rua. Vi ela entrar, sorrir, e me olhar fixo pela ultima vez antes de arrancar o carro e sumir.

Ela faltou a aula no dia segiunte.

Mas no posterior, quando eu estava entrando na sala, ela me puxou para o banheiro. Ansiosa e sorridente, puxou minhas mãos, e colocou entre elas o que custei a entender... Era dinheiro. Bastante dinheiro. O que seria equivalente ao que um pai nosso precisaria trabalhar uma semana para ganhar.

- É seu. Parabéns, ele ficou com as fotos!
- Aquele homem... ele comprou minhas fotos com aquelas roupas? - perguntei aterrorizada e estranhamente admirada.
- Sim. E quer mais. Disse que se usar essas roupas aqui, ou quanto mais "sem elas", paga mais.
- Você não tem medo dele, Raquel? De ele fazer algo? - perguntei cuidadosa
- Eu... A gente... Bom, ele é importante pra mim. Ele cuida de mim. Não me machucaria. E a gente... se dá bem.

Mas modou de assunto, e me puxou pra ver o restante das roupas.

Conforme fui me acostumando à ideia, fui gostando mais de fazer aquilo. Era divertido. Ousei. Era delicioso saber que alguém desejava tanto me ver daquele jeito, que pagava por isso.


 (Fim da primeira parte)

Dependendendo das reações dos leitores, postarei a segunda parte em breve.

Beijos da Baronesa.






Me contempla


 
Me usa.

Me suja
 

Me enche

Me fecunda.

Me humilha


Me descarta



Pra que eu seja acolhida e protegida pelo homem que amo.






PROVOCANDO A BARONESA: O MELHOR AMIGO DA AMAZONAS


Ah, Baronesa...

Desde que você abriu o Blog, eu fico ansioso esperando você contar aquelas histórias que já compartilhou comigo, que acho muito excitantes sobre você!

Podia nos contar sobre aquele "amigo" que você fez na fazenda em que passou um feriado com seu marido? Conta pra gente, dos "laços" que criou. 


Tenho certeza que muito mais gente gostaria de saber disso, não é mesmo, pessoal? (COMENTEM AMIGOS, QUEM SABE ELA CONTA!)

Ulisses

BRINCANDO DE BONECA




Baronesa, não seja tímida. Vem e conta pra gente como vc gostava e brincar de boneca!


ME AME, MESMO QUE IMUNDA








Mesmo que eu esteja violada e suja, faça amor comigo.




Mesmo que eu esteja maculada, que eu esteja com outros cheiros, me ame.





Mesmo que eu esteja infiel e traidora, faça de mim seu amor, sempre.




PROVOCANDO BARONESA: O AMOR E A FAMÍLIA

Sei que apesar de devassa, a Baronesa é uma mulher que prima e preza muito a família. E achei essa imagem linda, mostrando todo o amor que uma família pode trazer consigo, a pureza que não pode ser tirada dessa célula tão fundamental da felicidade humana.

Essa homenagem pra ti, Baronesa, que mesmo no meio de toda a devassidão que tu amas mergulhar, protege e ama tua família como uma leoa. 

Parabéns!

ASS. 
Teu amigo, Ulisses.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...